terça-feira, 10 de junho de 2008

Uma coisa boa

Eu rezo pra tentar me entender
Com chuvas de palavras explico coisas que nem sei. A casa,um caos dentro e fora
Que lua estamos mesmo ?
Tô esperando o verde amadurecer no meu peito
Pra ver se encontro meu coração na esquina
Eu preciso ver estrelas no céu da boca, sambar devagarzinho ou então achar cinquentão no bolso
Eu preciso de surpresa !
Logo me convenço com metáforas das minhas desgraças
E dou risada achando graça desse verde que não amadurece
Verde que ensina e que termina

Me deixando sempre uma cor-resposta
Pra pintar na vida
.

8 comentários:

The Thinker disse...

Surpresa !

Surpresas q nos animam, surpresas q nos entristece !

bjs,

Suelem de Oliveira disse...

Passei por aqui...Li este texto.Posso ficar a vontade nos outros?Gostei do que ví.
Abraços...
Suelem.

Polly disse...

Ah, também tô querendo o sabor das novidades, o cheiro da descoberta...
Tão bom!
=)
Beijo, linda!

Aline disse...

Ah Violetinha, sempre tão doce você.
De provocar suspiros.

Be* disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Morganna disse...

a cores que tu enche os nossos olhos mesmo com fotografia preto-e-branco e letra cinza.
sambaremos e veremos, menina violeta.

mundo, mundo, vasto mundo.

que voar de metirinha, como essas pessoas da fotografia.
ficar no alto já é um começo.

Juliana disse...

gostei um tanto desse texto
=]

amanditas disse...

achei td nesse lugar tão candinho que hesitei em escrever...pensei só em olhar e deixar a vida entrar a cada post que lia...mas aí cheguei nesse aqui e não dei conta...
lindo, lindo tudo; lindas todas...
foi um aconchego descobrí-las...
:)
amanda